ASSOCIAÇÃO BAHIANA DE PARKINSON E ALZHEIMER

 

ENVELHECIMENTO EM CINE DEBATE

PROGRAMA EDUCATIVO

SALVADOR – BAHIA

 

 

APRESENTAÇÃO 

Envelhecimento em Cinedebate é um programa de Cinema da ABaPAz em parceria com PPgMS /FAMED – UFBA - Programa de Pós-graduação em Medicina e Saúde e apoio da Divisão de Neurologia e Epidemiologia-DINEP e  do Departamento de Neurociências e Saúde Mental – UFBA.

É um programa participativo, mensal, onde as pessoas interagem após a sessão para discutir a temática do envelhecimento.

O recurso da 7ª arte é utilizado como meio motivador para sensibilizar a comunidade sobre os problemas cotidianos do envelhecimento. Este programa foi desenvolvido com base na experiência da Argentina e com fundamentação teórica  nas obras de James Hillman – educação da alma.

OBJETIVO GERAL 

Estudar o envelhecimento usando o cinema como estratégia educacional e propiciar a integração social por intermédio da discussão de filmes, introduzindo os participantes na arte de ver e analisar as diversas formas de compreensão do processo da vida.

 OBJETIVOS ESPECÍFICOS

  • - Fomentar a discussão sobre o envelhecimento em nossa comunidade,  no país e no mundo;

  • - Conhecer e aprender sobre o envelhecimento;

  • - Compreender a complexidade humana, redimensionar a temporalidade e o processo de viver;

  • - Refletir e estudar as relações familiares, conflitos, preconceitos,   violência, solidão, medo, perdas e envelhecimento com dependência ou  autonomia;

  • - Resgatar os aspectos positivos do processo de envelhecimento;

  • - Mobilizar o ser humano de forma efetiva, através dos filmes

  • - Compartilhar o conhecimento científico da Gerontologia das Academias  públicas e particulares com a comunidade;

  • - Reformular percepções, estimulando a criação de novas formas de viver a  velhice;

  • - Promover a aproximação dos profissionais e comunidade, através da  linguagem cinematográfica do envelhecimento;

 JUSTIFICATIVA 

No imaginário social, a questão da velhice aparece com freqüência nas produções cinematográficas e criações literárias. O filme permite a diversidade do olhar e leva o indivíduo a perceber as possibilidades de mudanças, sendo um rico material para ser discutido e aplicado no cotidiano.   Utilizar o cinema como recurso pedagógico no processo de aprendizagem para um envelhecimento saudável e uma vida socialmente ativa, é meta da ABaPAz com este programa, que visa aproximar da comunidade o estudo acadêmico científico sobre o envelhecimento  e despertar para o crescimento da população idosa no Brasil e a falta de políticas públicas.    

 METODOLOGIA

Participativa, como processo de ação – reflexão, metodologia discursiva, através de debates e de sensibilização sobre as questões do envelhecimento, os aspectos sociais, familiares e comunitários.

 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

 “O cultivo da alma pelas imagens do cinema”.

“Na perspectiva desta educação, somos aprendizes em tempo integral do viver, ocupados em construir e desconstruir continuamente nossa vida interior quanto em atuar sobre o mundo externo. O cinema oferece um lugar particularmente acolhedor à educação da alma porque suas imagens estimulam-nos a produzir outras imagens para dialogar conosco sobre nós, no mundo”.  Hillman

O pensador Edgar Morin defende e afirma que “(...) literatura, poesia e cinema são como escola de vidas em seus múltiplos sentidos... escolas da língua, da qualidade poética da vida, da descoberta de si e da complexidade humana...”.

Literatura e cinema, “fazedores de alma” e ampliadores da consciência.

 Autores consultados:

James Hillman, Gilbert Durand, Edgar Morin,

 RESULTADOS ESPERADOS 

  • - Inserção sociocultural de pessoas idosas no programa;

  • - Ampliação de conhecimentos sobre os fatores de riscos de doenças biopsicosociais;

  • - Favorecer aprendizagens para a independência, autonomia e melhor Qualidade de vida;

  • - Reflexão para mudanças e desafios frente ao envelhecimento no futuro; 

  • - Mudanças na cultura, valores e qualidade de vida da pessoa idosa;

  • - Aprendizagens em um amplo campo de estudo – gerontologia;

  • - Profissionais mais preparados para o atendimento à pessoa idosa;

 REALIZAÇÃO

 ABaPAz – Associação Bahiana de Parkinson e Alzheimer

 Apoio Técnico Científico:  Dr. Ailton Melo –  Faculdade de Medicina da Bahia - UFBA

Consultor Científico da ABaPAz

 PÚBLICO ALVO 

Associados da ABaPAz, profissionais, alunos dos cursos de graduação e pós-graduação em psicologia, medicina, arquitetura, enfermagem, geriatria, terapia ocupacional, fonoaudiologia, gerontologia, outras áreas de saúde, áreas afins e a comunidade.

 CONCLUSÃO 

Segundo o filósofo Edgar Morin: “...Quando estamos no cinema acordamos para a compreensão do outro e de nós mesmos. O vagabundo abominável que não olhamos na rua, passa a ser amado quando o vemos sob o personagem de Charles Chaplin. Chora-se por ele, ama-se Chaplin, enquanto que, na rua, seríamos capazes de virar as costas para um indivíduo que cheira mal. Os gângsteres, os chefes mafiosos, os reis de Shakespeare, os Raskolnikov não são redutíveis em seus atos. É curioso que ao cinema, assim como ao romance, correspondam surtos de compreensão. O que torna verdade as palavras de Heráclito: Eles dormem embora estejam acordados. Quando se dorme no cinema, acorda-se para a realidade”.

Morin ainda aponta que: “o ensino da compreensão é crucial, se estivermos de acordo sobre a idéia de que o mundo encontra-se devastado pela incompreensão e que o progresso humano, por menor que seja, não pode ser imaginado sem o progresso da compreensão”.

 

 

Brasil Parkinson

 

Banco do Brasil
AG
3158-5
C/C 21117-6 - ABaPAz
Valor Mínimo R$20,00

 
 

Associação Bahiana de Parkinson e Alzheimer - ABaPaz
Rua Profº Francisco da Conceição Menezes, nº 3 – Rio Vermelho
Tel: 71 3347-0143  Cel: 71 8661-8814